quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Vc me faz feliz !!! Amauri Jr.
Sensação de falta de carinho .....
 AngelMoOon

 Eiii ... tem esperanças aindaa...

Ciclo do Amor

Eu te AmoOo ....


Ser feliz !!! Maneira simples mais bela de se contemplar a vida!!! ;)




Não é o fim ;)

Eu... amo e não sou amada o que fazer???


Problemas pequenos que as vezes achamos grandes e incapazes de superar.

Sabe o que acho!!!
Acho que tem coisas mais importantes a fazer e ser feito,
Tipo vai viver e ser feliz da maneira que vc achar conveniente...

Não se esqueça vc tem o seu valor.

Descubra-se, Valoriza-se!!!
Grande bjoOo! AngelMoOon ;)
Nascer-se.



Já vistes um nascimento?




Quem já viu um verdadeiro nascimento, sabe,


Não quando se pare um filho.


Não é quando se é parido.


Um verdadeiro nascimento é dolorido,


Não na mãe, que a ela não dói nada,


mas ao filho, a esse dói, dói de parecer morrer.






Mas o que acontece é o nascimento,


é o libertar-se da alma


que por nascimento se entende iniciar a vida


muitos nascem depois de paridos.


Bem verdade, só se nasce depois do parto,


só se nasce depois de perdido


nascer-se é achar-se.






Quem presenciou nascimentos, sabe,


É maravilhoso o vivant de uma vida.


É, muitas vezes, acompanhado de um urro


Ou de um silêncio profundo


mas é sempre um momento solene.






Até calam-se os sons e cantam os pássaros


O coração do recém nascido bate e arfa:


“Estou vivo!”; “Estou vivo!”; “Estou vivo!”;


As mãos, percebe-se, são dele agora


Muitos sentem-as com a face


Alguns, as mulheres as vezes, com os cabelos.






São de seus pés que saírão os passos agora


e de seu boca que virão palavras ditas


Está em seus próprios pulmões o ar!


E ver sorrir uma dessas crianças então


É ver calar o mundo diante de um sorriso!






Mas no fim, é um começo.


O começo. O começo de verdade da vida.
POEMA DAS SETE FACES


Quando nasci, um anjo torto


desses que vivem na sombra


disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.






As casas espiam os homens


que correm atrás de mulheres.


A tarde talvez fosse azul,


não houvesse tantos desejos.






O bonde passa cheio de pernas:


pernas brancas pretas amarelas.


Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.


Porém meus olhos


não perguntam nada.






O homem atrás do bigode


é sério, simples e forte.


Quase não conversa.


Tem poucos, raros amigos


o homem atrás dos óculos e do bigode.






Meu Deus, por que me abandonaste


se sabias que eu não era Deus


se sabias que eu era fraco.






Mundo mundo vasto mundo,


se eu me chamasse Raimundo


seria uma rima, não seria uma solução.


Mundo mundo vasto mundo,


mais vasto é meu coração.






Eu não devia te dizer


mas essa lua


mas esse conhaque


botam a gente comovido como o diabo.






(Carlos Drummond de Andre em “Alguma Poesia”)
"SE"


Se és capaz de manter a tua calma quando todo mundo em teu redor já a perdeu e te culpa,
de crer em ti quando estão todos duvidando e para esses, no entanto, achar uma desculpa;


Se és capaz de esperar sem te desesperares, ou, enganado, não mentir ao mentiroso,
ou, sendo odiado, sempre ao ódio te esquivares, e não parecer bom demais, nem pretensioso;


Se és capaz de sonhar - sem fazer dos sonhos teus senhores; de pensar - sem que só a isso te atire; de, encontrando a desgraça e o triunfo, conseguires tratar da mesma forma a estes dois impostores;


Se és capaz de sofrer a dor de ver mudadas em armadilhas as verdades que disseste
e as coisas porque deste a vida, estraçalhadas, e refazê-las com o bem pouco que te reste;


Se és capaz de arriscar numa única parada tudo quanto ganhaste em toda a tua vida,
e perder e, ao perder, sem nunca dizer nada, resignado, tornar ao ponto de partida;
De forçar coração, nervos, músculos, tudo, a dar seja o que for que neles ainda existe,
e a persistir assim quando, exaustos, contudo resta a vontade em ti, que ainda ordena:
Persisti.


Se és capaz de, entre a plebe não te corromperes; e, entre reis, não perder a naturalidade,
e de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes;
Se a todos pode ser de alguma utilidade; se és capaz de dar, segundo por segundo,
ao minuto fatal todo o valor e brilho;


Tua é a terra com tudo o que existe no mundo.
E - que ainda é muito mais - és um
Homem, meu filho.                        
                                                                                                                                                   

Me encontraa.... ou deixa eu te encontraar...OoOpsSs te encontreii !!!

Mude, sempreea tempoOo...



Mas comece devagar, porque a direção é mais importante


do que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.


Mais tarde mude de mesa.

Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.


Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente,


observando com atenção os lugares por onde você passa.


Tome outros ônibus.

Mude por uns tempos o estilo das roupas.


Dê os teus sapatos velhos.


Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira para passear livremente no campo,


ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos...


Veja o mundo de outras perspectivas.


Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.


Durma no outro lado da cama... depois,


procure dormir em outras camas da casa.


Assista a outros programas de tv, compre outros jornais...


leia outros livros.


Não faça do hábito um estilo de vida.


Ame a novidade.


Durma mais tarde.


Durma mais cedo.


Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.


Corrija a postura.


Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,


novos temperos, novas cores, novas delícias.


Tente o novo todo dia.


O novo lado, o novo método, o novo sabor,


o novo jeito, a nova vida.


Tente. e tentee


Busque novos amigos.(as)


Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,


compre pão em outra padaria.


Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,


outro creme dental... tome banho em novos horários.


Use canetas de outras cores.


Vá passear em outros lugares.


Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.


Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro,


compre novos óculos, escreva versos e poesias.


Jogue os velhos relógios,


quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.


Abra conta em outro banco.


Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros,


outros teatros, visite novos museus.


Mude.

Lembre-se de que a Vida é uma só.


Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.


Seja criativo.


Grite o mais alto que puder no espaço vazio.


Deixem pensar que você está louco.  VIVAA!!!


Aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,


longa, se possível sem destino.


Experimente coisas novas.


Troque novamente.


Mude, de novo.


Experimente outra vez.


Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores


do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.

O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.


A positividade que você está sentindo agora.


Só o que está morto não muda!